Como Ser
Como ser mais Confiante: O Caminho da Autoconfiança

Como ser mais Confiante: O Caminho da Autoconfiança

Se você observar bem, as pessoas que são autoconfiantes costumam apresentar comportamentos em comum.

Logo, uma vez que você também adquira e desenvolva esses comportamentos, automaticamente passará a se sentir mais confiante consigo mesma.

Autoconfiança é a arte de acreditar em si, de ser convicta  da sua própria capacidade, das suas qualidades e habilidades.

Pessoas autoconfiantes são seguras, decididas, fortes, capazes de enfrentar obstáculos e desafios com resiliência, de lidar com críticas e situações difíceis com sabedoria.

Essas habilidades são bem (ou mal) desenvolvidas desde a nossa infância. É lá onde tudo começa a ser construído e desenvolvido ao longo da nossa vida.

Se a sua infância não te permitiu desenvolver as habilidades necessárias para se tornar uma pessoa mais confiante – ou pior, a sua infância te fez se tornar uma pessoa insegura e com baixa autoestima – é chegado o momento de mudar isso.

E neste artigo vou te dar um mapa de primeiras ações a serem praticadas.

Vamos lá!

 

Como ser mais Confiante: 5 Passos Práticos


 

Vamos entrar na mente de uma pessoa autoconfiante, e entender que comportamentos e habilidades ela desenvolveu para se tornar segura de si, e capaz de enfrentar intempéries.

A sua missão agora é entender e espelhar esses passos na sua vida.

 

1. Tenha Clareza sobre o seu Valor


 

A maioria das pessoas não reconhece o próprio potencial.

Vivemos rodeados por redes sociais estampando vidas “felizes” e pessoas “perfeitas”, fazendo com que entremos em uma espiral de comparações e eterna sensação de insatisfação e fracasso.

E quando você direciona toda a sua energia e atenção ao outro, passa a esquecer de si.

Você tem valor. Não importa se não se acha bonita, gostosa, inteligente, ou rica como a blogueira X que você acompanha. O seu valor é você que determina, e ele cresce mediante o seu empenho e dedicação.

Responda para si mesma, sem vitimismo, sem se colocar para baixo, apenas uma análise sincera e profunda:

 

  • No que você é boa? Quais as suas habilidades? Quais as suas qualidades?
  • No que as pessoas te elogiam? No que te procuram pedindo ajuda?
  • Quais as suas características de personalidade? O que atrai seu interesse em termos de aprendizagem?
  • Que coisas você gosta de fazer e sabe fazer? O que você já fez de bom?
  • Quais as dificuldades que já enfrentou na vida? Como superou?

 

Se responder sinceramente, perceberá que há qualidades e características de muito valor em você.

Sem ter clareza do seu valor é impossível ser autoconfiante. Você viverá sempre julgando que os outros são melhores que você.

 

2. Invista no seu Desenvolvimento


 

Autoconhecimento é vida.

Se por acaso você não enxerga nada de bom em si mesma, se não acredita que possui valor, é hora de tirar a venda dos olhos e enxergar.

Comece a conhecer a pessoa mais importante da sua vida: Você.

Estude. Se desenvolva. Entenda como o seu cérebro funciona, o que são e como funcionam as emoções, o porquê se sente inferior e incapaz na maior parte do tempo.

Aprenda sobre comunicação e persuasão, sobre influência, sobre comportamento humano.

Estude sobre inteligência emocional, desenvolvimento pessoal, e elaboração de metas e objetivos.

Mova-se.

Pessoas autoconfiantes sabem exatamente para onde estão indo na vida. E você?

 

 

como-ser-mais-confiante-2

 

3. Trabalhe a Autorresponsabilidade


 

Fuja do vitimismo.

Pessoas que se fazem de vítimas não progridem. E isso acontece porque elas estão sempre focadas em encontrar desculpas, pretextos e culpados para os próprios fracassos.

Ora, se você está sempre terceirizando a culpa, jamais conseguirá olhar para o que é sua responsabilidade.

E se não encontra a sua responsabilidade nos resultados que obtém, não poderá trabalhar esses pontos falhos para obter resultados diferentes.

Consequentemente, se continua tendo os mesmos comportamentos, passará o resto da vida colhendo os mesmos resultados.

Tenha autorresponsabilidade. Saiba identificar seus erros, assumi-los, e se comprometer a melhorar. É assim que você cresce.

 

4. Cerque-se de Boas Pessoas


 

Se as pessoas ao seu redor te colocam para baixo, te fazem se sentir mal, te fazem se sentir inferior, é óbvio que você passará a duvidar da própria capacidade.

Isso é cruel! Afaste-se dessas pessoas!

Infelizmente as vezes a pessoa tóxica é da sua família, é alguém de quem você não pode fugir ou cortar contato.

Nesse caso você precisa redobrar os seus estudos sobre autoconhecimento, para adquirir ferramentas que te permitam se blidnar contra esses ataques.

Por outro lado, é importante que amplie o seu círculo de amizades e contatos com pessoas boas, prósperas, que estejam onde você deseja estar, que tenham qualidades que você gostaria de ter.

Essas pessoas nem sempre estarão perto de você fisicamente, mas você pode encontrá-las online. Como? Seguindo bons perfis. Troque as blogueiras por bons profissionais. Troque as páginas de fofoca por sites de conteúdo. Depois colha os frutos.

 

5. Comece devagar


 

Adquirir mais confiança em si mesma é um processo – e pode ser lento, a depender das variáveis ao seu redor.

Logo, quanto mais empenho você colocar nessa missão, melhores (e mais rápidos) serão os resultados.

Não se pressione, vá no seu ritmo.

Um passinho de cada vez, seguindo o que aprendeu aqui, e ao final perceberá que cada pequeno tijolinho que você foi adicionando, dia após dia, persistindo, formaram um grande muro protetor, e agora você se sente segura e forte.

Não desista, continue caminhando.

Pense nisso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.