• História para Dormir. Seja bem-vinda!
Histórias Infantis
História dos Três Porquinhos (Completa)

História dos Três Porquinhos (Completa)

 

Hoje vamos conhecer a história dos Três Porquinhos.

Essa história traz uma importante lição sobre dedicação e trabalho, e incentiva o aprendizado das crianças. É excelente para ajudar no desenvolvimento.

Se você quiser acompanhar a história dos Três Porquinhos em vídeo, é só dar o play abaixo. Se preferir ler, continue o artigo.

 

História dos Três Porquinhos


 

História dos Três Porquinhos


 

Era uma vez três porquinhos, que viviam com sua mãe em uma pequena casa na floresta.

Um dia, a mamãe porquinho percebeu que seus filhos estavam crescendo, e ficando muito dependentes. Não ajudavam no trabalho de casa, nem se esforçavam em nada.

Já estava na hora de aprenderem a viver sozinhos.

A mamãe chamou os três porquinhos e disse:

– Queridos filhos, chegou a hora de vocês partirem para o mundo! Mas tenham cuidado, pois o lobo mau vive na floresta. E não se esqueçam: Tudo que vocês fizerem, façam da melhor forma possível! Essa é a única maneira de permanecer vivo!

Felizes, e tristes ao mesmo tempo, os três porquinhos se despediram de sua mãe, e partiram para o bosque em busca de um bom lugar para construir, cada um, a sua casa.

Depois de um tempo eles encontraram um espaço onde poderiam construir suas casas.

O porquinho mais jovem, que era o mais preguiçoso de todos, estava determinado a construir sua casa com palha, sem muito esforço. Ele pensou que esta era a maneira mais fácil e rápida de construir uma casa. Assim sobrava bastante tempo para brincar.

Ele terminou sua casa em um dia, e gritou para os outros:

– “Ei vocês! Já terminei!”.

O porquinho mais velho deu uma olhada na casa, e disse:

– “Ok, mas esta casa não parece estar firme. Como vamos nos proteger do lobo?”.

O porquinho mais jovem não deu ouvidos ao seu irmão:

“Oh, não se preocupe! Não vai acontecer nada!”.

Em seguida, o porquinho do meio decidiu fazer sua casa de madeira, com os galhos e troncos que ele havia coletado na floresta. Decidiu construir uma pequena casa, e levou exatamente três dias para terminar esta casa.

Ela era um pouco mais forte que a de palha. Ao ver a casa, o porquinho mais velho disse:

“Meu querido irmão você fez um excelente trabalho! Mas isso não parece seguro. Essa casa vai nos proteger do lobo?”.

O porquinho do meio respondeu:

– “Não se preocupe! Esta casa é muito segura!”.

Enquanto os dois porquinhos estavam se divertindo em suas casas recém construídas ,o mais velho de todos estava trabalhando constantemente, porque ele estava construindo uma casa de tijolos e pedras.

Os outros porquinhos achavam que seu esforço era inútil. Tudo que eles faziam era brincar e matar o tempo.

O mais novo disse:

– “Não se incomode com isso! Você pode terminar rapidamente como nós!”.

O porquinho mais velho não se incomodou em ouvi-los. Ele trabalhou por uma semana inteira, e conseguiu terminar sua casa feita de tijolos e pedras.

Um dia depois, um lobo faminto rondava pelo bosque, e chegou perto das casas em busca de carne de porco para comer.

Primeiro ele ficou em frente à casa feita de palha. O porquinho estava descansando quando o lobo bateu na porta, dizendo:

– “Abra a porta e deixe-me entrar! Se você não fizer isso vou soprar e explodir sua casa!”.

O porquinho, tentando intimidá-lo, respondeu:

– “Você não pode fazer nada! Minha casa está segura! Vá embora!”.

Imediatamente o lobo começou a soprar e soprar tão forte, que a casa de palha voou pelos ares!

O porquinho, desesperado conseguiu fugir e correu para a casa do irmão, feita de madeira. Ele bateu na porta, e quando o porquinho do meio abriu, ele se atirou para dentro da casa. Seu irmão logo disse:

– “Não se preocupe! O lobo não pode fazer nada aqui nessa casa!”.

Após algum tempo, o lobo chegou até à casa de madeira, e gritou:

– “Abra a porta e deixe-me entrar! Se você não fizer isso vou soprar e explodir sua casa!”.

Como eles não abriram a porta, o lobo começou a soprar e soprar tão forte, que a casa de madeira caiu e ficou em pedaços.

Os porquinhos, desesperados, começaram a correr para a casa do terceiro porquinho, que era de tijolos e cimento. Imediatamente avisaram ao irmão que o lobo estava vindo. Ele respondeu:

– “Não se preocupem! O lobo não pode entrar nessa casa!”.

Em pouco tempo, o lobo bateu na porta, dizendo:

– “Abra a porta e deixe-me entrar! Se você não fizer isso vou soprar e explodir sua casa!”.

O porquinho mais velho respondeu:

– “Nem tente, lobo mau! Você não pode entrar nessa casa!”.

Os três porquinhos começaram a cantar para intimidá-lo:

“Quem tem medo do lobo mau
Lobo mau, lobo mau?!
Quem tem medo do lobo mau?!
Ele é um cara legal!”

O lobo ficou furioso!

Ele começou a soprar, soprar, soprar… Mas a casa continuava inteira no mesmo lugar. Nada aconteceu. Ele não conseguiu mover um único tijolo!

Exausto, o lobo decidiu tentar uma outra maneira para entrar. Viu que havia uma chaminé no telhado, e começou a escalar as paredes.

Ao perceber que o lobo ia subir no telhado e descer pela chaminé, o porquinho acendeu rapidamente a lareira logo abaixo da chaminé, e colocou uma panela grande com água, deixando ferver.

Quando o lobo entrou na chaminé, caiu bem dentro do balde com água fervendo. Começou a gritar:

– “Aiiiii, aiiiii, socorro!”.

Ele saiu correndo para o lago, para aliviar as queimaduras.

De tão assustado, nunca mais voltou.

Os porquinhos se abraçaram com alegria, e foram à casa de sua mãe para contar tudo que aconteceu. O porquinho mais novo disse:

– “Mãe, a senhora estava certa. Tudo que fazemos no mundo temos que fazer dando o nosso melhor. Se você realmente se esforça em algo, isso será um sucesso!”.

À partir daquele dia os dois porquinhos nunca mais foram preguiçosos. Trabalharam duro como o seu irmão mais velho, e aprenderam a lição de que tudo que é feito com esforço tem melhor resultado.

Eles decidiram morar juntos, e todos viveram felizes e em harmonia.

 


E aí? Gostou da história dos Três Porquinhos?

Talvez você também goste dessas:

 

 

Até mais! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *