• História para Dormir. Seja bem-vinda!
Histórias Infantis
Rapunzel: História Infantil

Rapunzel: História Infantil

 

Hoje vamos conhecer a história da Rapunzel.

É um conto de fadas que ajuda no desenvolvimento emocional das crianças.

Assim como em outras histórias infantis, a história da Rapunzel nos leva a refletir sobre a relação da criança com as emoções no início da vida, bem como a importância da criança ter contato com o mundo externo para se desenvolver.

Para conferir a história da Rapunzel em vídeo, é só dar o play abaixo.

Para ler a história completa, é só continuar o artigo.

Vamos lá! 🙂

 

História da Rapunzel


 

 

História da Rapunzel


Era uma vez uma bruxa muito triste, chamada Gothel, que vivia em uma terra distante.

O motivo da sua tristeza era não ter filhos. No entanto, se ela tivesse uma filha, seria capaz de transmitir seus mais profundos segredos e poderes.

Então, ela decidiu que tiraria a primeira menininha que nascesse, para criá-la como se fosse sua.

Não muito longe da casa da bruxa, morava um casal que vivia da agricultura.

Um dia a esposa descobriu que estava grávida, e deu a boa notícia ao marido. Infelizmente a felicidade deles não durou muito tempo…

A jovem ficou muito doente. Com o passar dos dias ela começou a perder muito peso, e se não melhorasse logo, perderia o bebê.

Seu marido tentou todos os remédios e ervas benéficas que existiam, mas nada funcionou. Consultaram um médico e ele disse que havia apenas uma maneira para sua esposa ficar bem:

– “Existe uma bruxa malvada. Ela é a única que tem a erva medicinal. Procure-a!”.

O homem então criou coragem e foi até o castelo da bruxa. Ao bater na porta, Gothel disse:

– “Que coragem de bater na minha porta! Deve ser um assunto muito importante!”.

Ele respondeu:

“Minha esposa está doente, está piorando. Ouvi dizer que você tem o melhor remédio para curar esta doença. Pode me ajudar?”.

Gothel continuou:

– “Sim, eu tenho. Mas por que deveria te ajudar?”.

O homem respondeu:

– “Eu te imploro, por favor me ajude! Minha esposa está grávida! Se ela não melhorar, vou perder ela e o bebê!”.

Gothel  mudou de ideia e decidiu ajudar o homem. Deu a ele a erva da cura, e orientou que ele desse um pouco da erva para a mulher todas as manhãs, e ela melhoraria.

Assim ele fez. A mulher realmente começou a melhorar. Mas as ervas que a bruxa deu, acabaram em poucas semanas, e a mulher voltou a piorar, mas dessa vez ficou ainda mais doente.

Sem ter escolha, o marido voltou até a bruxa novamente. Gothel sabia que ele voltaria a procurá-la, e entregou a ele algumas sementes. Disse que ele deveria plantar as sementes no jardim, e assim conseguiria salvar a esposa e o filho, mas havia uma condição. Ela disse:

– “Se você tiver uma filha, uma menina, então ela será minha!”.

O homem se recusou, e voltou para casa sem saber o que fazer. Viu que a mulher estava piorando, mas havia uma saída: Se ele tivesse um filho homem, então daria tudo certo. Ele procurou a bruxa novamente, e aceitou a proposta.

Algum tempo depois sua esposa se recuperou 100%, e deu a luz a um bebê. Infelizmente aconteceu o que o homem mais temia: Era uma menina!

No mesmo dia, haveria uma grande celebração no castelo do rei. A rainha tinha dado à luz a um lindo menino, e o rei estava orgulhoso.

Bom… A felicidade do casal não durou muito tempo. Nesse mesmo dia a bruxa Gothel apareceu para buscar a menina, e o casal teve que entregar a filha.

Se despediram com muita tristeza, mas Gothel afirmou que criaria a menina muito bem, e a chamaria de Rapunzel. É aqui que a história da Rapunzel começa, de fato.

A bruxa levou Rapunzel para uma torre, que ficava nas profundezas da floresta, e a colocou em um berço.

O tempo ia passando, e Rapunzel acreditava que a bruxa era sua mãe, por isso, continuou vivendo sua vida nesta torre.  Durante o dia ela ia até o jardim, e à noite voltava para seu pequeno quarto no alto da torre.

Gothel nunca cortou os cabelos dourados de Rapunzel. Ela escovava os cabelos de Rapunzel todos os dias. A menina gostava muito disso.

10 anos se passaram, e agora Rapunzel era uma adolescente. Um dia, a bruxa se aproximou da torre e chamou por ela:

– “Rapunzel, minha filha, jogue seu cabelo dourado para baixo!”.

O cabelo estava tão longo, que conseguia alcançar o chão com facilidade.

A bruxa subiu, e ao chegar no topo da torre, começou a sussurrar palavras mágicas. De repente as escadas começaram a desmoronar.

Observando tudo que estava acontecendo, Rapunzel sabia que jamais poderia sair da torre. A bruxa usava o cabelo de Rapunzel para subir e descer da torre todos os dias.

Um dia, Rapunzel questionou:

– “Mamãe, porque você nunca me deixa sair da torre? Por que eu fico presa aqui?”.

Gothel respondeu:

– “Minha filha, eu gosto tanto de você… Só quero te proteger dos perigos do mundo”.

Rapunzel passava o dia todo cantando e falando com os passarinhos que vinham visitá-la.

De volta ao palácio, o rei príncipe que nasceu no mesmo dia que Rapunzel, também cresceu e se tornou um belo jovem.

Agora o velho e doente rei desejava que seu filho príncipe herdasse o trono de seus pais, se casasse com uma princesa, e desse a ele um neto.

Embora muitas princesas visitassem o palácio, o príncipe não gostava de nenhuma delas para ser sua esposa. Então, ele decidiu fazer uma longa viagem na esperança de encontrar o seu verdadeiro amor.

Andando, ele chegou até as profundezas da floresta, onde a torre estava escondida, e perguntou ao servo que o acompanhava:

– “Eu nunca tinha vindo a esta floresta antes. Vamos atravessá-la? Talvez encontremos um atalho”.

– “Meu príncipe…”, disse o homem, “Essa floresta é mágica. Dizem que ninguém consegue sair dela”.

O príncipe argumentou:

– “Acho que isso não é verdade. Vamos ver com nossos próprios olhos!”.

Os dois entraram na floresta. O príncipe estava bastante seguro de si mesmo, mas o homem nem tanto. Eles acabaram encontrando a torre onde Rapunzel vivia, e logo depois ouviram a sua voz.

– “Mas que linda voz!”, disse o príncipe.

Ele ficou ouvindo Rapunzel cantar por algum tempo, observando com admiração. Mas naquele momento a bruxa apareceu e gritou:

– “Rapunzel, Rapunzel, jogue seu cabelo dourado para baixo”.

Rapunzel deixou seu lindo cabelo cair, e a bruxa subiu através dele.

– “Então o nome dela é Rapunzel”, disse o príncipe, que decidiu ficar mais algum tempo ali perto, observando.

Todas as manhãs a bruxa descia da torre pelo cabelo de Rapunzel, e à noite subia novamente.

Um dia, o príncipe reuniu toda a sua coragem, e aproveitando que a bruxa não estava presente, ele se aproximou da torre e gritou por Rapunzel.

Essa foi a primeira vez que Rapunzel ouviu outra voz, além da de sua mãe. No começo ela estava um pouco hesitante, mas depois ficou muito curiosa para saber quem poderia ser. Então, ela olhou para baixo da janela, e viu um jovem lá embaixo, olhando para ela.

– “Quem é você? Como você sabe meu nome?”, disse ela.

“Eu sou o príncipe desse reino. Ouvi sua linda voz, e gostaria muito de conhecer você”, respondeu o príncipe.

Rapunzel continuou:

– “Eu não tenho permissão para falar com estranhos. Por favor, vá embora!”.

O príncipe disse:

– “Eu não vou te fazer mal, prometo. Deixe-me subir para que possamos conversar. Não consigo subir, pois não há escadas”.

Naquele exato instante, Rapunzel ouviu sua mãe chegando, e disse:

– “Rápido, você precisa sair daqui. Minha mãe não pode te ver!”.

O príncipe então se escondeu atrás das árvores, e a bruxa subiu para a torre.

Daquele dia em diante, o príncipe começou a visitar Rapunzel todos os dias, e eles se tornaram muito amigos. Ela sabia que ele não iria lhe fazer mal, por isso, deixava os cabelos dourados caírem, e o príncipe segurava em seu lindo cabelo loiro, e subia.

Rapunzel estava extremamente feliz. Ela nunca tinha conhecido alguém antes por estar presa na torre.

– “Minha mãe disse que o mundo lá fora é muito perigoso, então ela tenta me proteger do mal”, disse Rapunzel.

“Isso é ridículo!”, disse o príncipe. “Por que uma mãe trancaria a filha em um lugar desses? É verdade que o perigo existe, mas também existem coisas belas, Rapunzel”.

Rapunzel estava curiosa para saber se o príncipe estava falando a verdade. Tudo que ela sempre quis foi conhecer o mundo. Finalmente eles decidiram que queriam fugir juntos.

Naquela noite, enquanto a bruxa voltava para a torre, viu que Rapunzel havia deixado seu cabelo dourado para baixo. Pensou:

– “Ela me viu chegando, e por isso soltou os cabelos”.

Mas após subir na torre, ela viu que o cabelo de Rapunzel estava cortado e pendurado em um pedaço de metal, mas Rapunzel não estava lá. Naquele momento, Gothel percebeu que Rapunzel havia fugido, e ficou furiosa!

Enquanto isso, o príncipe e Rapunzel deixavam a floresta mágica para trás. A história sobre a floresta ser mágica era algo que a bruxa tinha inventado porque não queria que ninguém encontrasse Rapunzel.

Rapunzel e o príncipe finalmente chegaram ao palácio. Os dois se aproximaram do rei e da rainha, e puderam ver que o rei estava curado. Ele se curou com uma erva medicinal.

O príncipe começou a contar tudo que havia acontecido, e então o rei disse que um casal de idosos tinha lhe dado a erva, e começou a contar a história sobre uma bruxa malvada, e o dano que ela havia causado ao casal de idosos, roubando seu bebê.

Rapunzel e o príncipe foram imediatamente para a casa onde ela havia nascido. Assim que a mulher viu Rapunzel com seus cabelos dourados, ela soube que era sua filha, que tinha sido levada pela bruxa.

Finalmente Rapunzel estava com seus verdadeiros pais.

O rei capturou a bruxa e a trancou na torre. Colocou guardas para que ela não pudesse escapar. E junto com a malvada bruxa, o seu feitiço e todos os seus segredos mais profundos desapareceram.

Logo depois ela e o príncipe se casaram, e viveram felizes para sempre.

 


E aí? Gostou da História da Rapunzel?

Então não deixe de conferir também:

 

 

Até mais! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *